21 jul Podcast – Como medir o engajamento nas redes sociais

Não deixe de investir 30 minutos para ouvir o interessante podcast do debate “Como medir o engajamento nas redes sociais” no info@trends. Participaram Alessandro Barbosa Lima (CEO da e.Life), Claudia Woods (diretora de inteligência e marketing da Predicta) e Renato Shirakashi (fundador da DirectLabs), com a mediação de Renato de Paula (diretor regional da OgilvyOne)

A conversa evidenciou que o sucesso das empresas nas redes sociais pode variar muito de empresa para empresa. O que é sucesso para uma pode não ser sucesso para outra. O mais importante é saber o que a empresa quer ao implementar um projeto de redes sociais. Qual é o objetivo?

Outro passo importante é como medir. Engajamento não é necessariamente proporcional ao número de retweets ou seguidores, pode até ser, mas em muitas vezes isso pode não fazer muito sentido. Seguir é uma coisa, significa escutar, mas estar engajado é uma coisa diferente. Engajamento é uma combinação de quantidade com qualidade, é entender o comportamento espontâneo e genuíno do cliente/usuário.

O debate mostrou que não existe uma fórmula mágica ou padrão para métricas em redes sociais. Mas, resumidamente, podemos considerar 3 dimensões:
– número de menções,
– características e qualidade destas menções, e…
– quem está falando de sua marca.

Ou seja: quanto, o que e quem. Uma combinação de análise quantitativa com qualitativa.

O debate tentou responder questões interessantes como:
– Qual é o primeiro passo de uma empresa que ainda não começou nas redes sociais?
– Redes sociais podem substituir pesquisas (tipo focus group) para as agências e empresas?
– Como uma empresa sustenta um diálogo com os seus seguidores numa rede social?

No final do debate, para fechar o painel, o mediador fez a seguinte pergunta: Qual é o conselho para as empresas que querem entrar nas redes sociais?

Sobre esta última questão, eu tenho a minha visão e proposta. E resumiria em alguns passos:

1- Certifique-se que a cultura corporativa de sua empresa admite partir para um projeto de rede social, que exige colaboração e transparência;

2- Garanta o apoio, participação e envolvimento do time executivo (presidente e diretores);

3- Crie um grupo de trabalho para o projeto de redes sociais com representantes de diversas áreas da empresa, como por exemplo: marketing, customer service, recursos humanos, vendas e todas as áreas que julgue importante. Tente evitar que o primeiro projeto de redes sociais da empresa seja algo isolado, de uma área específica e sem comprometimento de todos;

4- Defina claramente qual é o objetivo do seu projeto;

5- Desbloqueie o acesso às redes sociais e monitore o comportamento dos funcionários;

6- Comece pequeno e dentro de casa. Sugiro fazer uma primeira incursão dentro da própria empresa, como por exemplo uma rede social interna, um wiki ou um blog interno. Criar um ambiente contido para aprender e se desenvolver é importante;

7- Esteja preparado para percalços e surpresas. A empresa não pode desistir no primeiro obstáculo ou problema. Será uma jornada de aprendizado contínuo. Prepare o espírito da moçada;

8- Faça um planejamento. Não embarque nesta viagem sem saber onde deseja chegar e como;

Para terminar e recomendar algo em que realmente acredito, eu recomendo que o primeiro passo de uma empresa no mundo das redes sociais seja através do lançamento de um blog interno. Este é um caminho relativo fácil e pode funcionar como um bom balão de ensaio para quem quer começar. Veja AQUI uma série de pontos importantes que devem ser pensados antes de se lançar um blog corporativo, interno ou externo.

Eis o podcast “Como medir o engajamento nas redes sociais” no info@trends.

× Fale com Especialistas.