15 jul Para transformar leads em clientes, siga essas 5 práticas de e-mail marketing

Converter leads em clientes com e-mail marketing. Esse costuma ser o principal objetivo entre as empresas que investem no envio de newsletters para construir um bom relacionamento com seu público.

Se gerou novos leads, significa que essas pessoas interagiram com sua marca, mas ainda precisam maturar mais para se tornarem clientes. O processo de criar campanhas de impacto, capazes de esquentar esse lead até que ele compre, passa pela nutrição. Do contrário, você pula estágios dessa jornada e corre o risco de ser muito direto com quem ainda não está preparado.

Antes, analise algumas questões:

  • Quem é o meu público?
  • Qual tipo de conteúdo meus clientes gostariam de receber?
  • Que tipos de conteúdo funcionam?
  • Qual mensagem a empresa quer passar?

Se você não tem essas respostas, tudo parece muito abstrato ou difícil de executar, não se apavore. Separamos algumas dicas práticas para um relacionamento de sucesso com seu lead:

O primeiro contato precisa ser encantador

Você pode não acreditar em amor à primeira vista, mas deve concordar que a primeira impressão realmente impacta. No mundo digital, quem faz esse encontro acontecer é o e-mail de boas-vindas.

Essa é uma mensagem aguardada por quem se inscreve, tanto que esse tipo de e-mail marketing tem 86% a mais de taxa de abertura, consegue 196% mais cliques e aumenta em 336% as taxas de transação. Para que o seu contato chegue rapidinho na caixa de entrada, invista em uma ferramenta de automação. A automação permite que você acompanhe a jornada do cliente, desde o momento em que ele preenche o formulário de cadastro para receber sua newsletter.

Incentive a compra 

Não apenas agradeça o lead pela inscrição. Aproveite para instigá-lo com um desconto especial, download de um material complementar, período de teste grátis de uma ferramenta ou algum outro serviço diferenciado que você possa oferecer.

Seu futuro cliente já deseja ou sabe que precisa de algo. Nesta etapa, ele está tentando satisfazer essa necessidade, mas está em busca de certos benefícios na escolha do produto ou serviço. Esse pode ser o empurrãozinho que faltava para que o lead tome uma decisão.

Saiba com quem você está falando 

Uma jovem mulher que faz mechas no cabelo, por exemplo, dificilmente se interessaria por um kit de tratamento anti-queda. Por outro lado, há uma gama de produtos, como shampoos para cabelos tingidos, condicionadores, cremes para evitar o ressecamento e tonalizantes, que fazem parte da sua rotina de cuidados. Como você pode saber disso? Perguntando!

Após captar esse e-mail, direcione-o para uma landing page para coletar mais informações e enriquecer sua base, como por exemplo o tipo de cabelo, cor de pele e preferências estéticas. Essas informações são valiosas para o seu negócio, incluindo, claro, suas estratégias de e-mail marketing.

Depois, lembre-se que as newsletters também permitem usar as informações de consumo de conteúdo para qualificar os contatos da sua base. Com todos esses dados, torna-se mais fácil segmentar e adotar as melhores abordagens para cada perfil de lead que conversa com sua marca.

O conteúdo certo para a pessoa certa 

Os disparos de newsletter podem ser feitos para toda a base ou apenas para quem demonstrou interesse pelo material ou oferta em alguma plataforma específica. Sendo assim, os conteúdos precisam ser variados a fim de oferecer valor para todos os destinatários.

Depois de captar mais dados qualificados, você consegue segmentar sua base e criar uma experiência mais pessoal. A sua estratégia precisa eliminar as barreiras que possam estar atrapalhando a jornada de compra do cliente e permitir que o lead tenha uma boa experiência com a marca, entregando conteúdo a partir das necessidades, interesses e comportamentos.

Gere confiança ao mostrar que respeita o cliente

Não custa reforçar: nenhuma campanha deve ser enviada para a caixa de e-mail de um lead sem que ele tenha autorizado o envio. Esse tipo de ação afeta negativamente a imagem da sua marca, além de aumentar as chances de descadastro ou ser categorizado como spam.

Segmentar o público e personalizar o e-mail marketing deixou de ser algo opcional para quem deseja transformar leads em clientes. Contudo, faça bom uso dos dados e seja transparente quanto às políticas de privacidade. No caso de farmácias e sex shops, por exemplo, o cuidado e o respeito precisam ser redobrados, já que ambos os negócios tratam de dados sensíveis — como condições de saúde e orientação sexual.

Seja constante e coerente

Não trate essa ferramenta como uma forma apenas de divulgação de produtos, mas de desenvolvimento do relacionamento com os futuros clientes.

Quando quiser divulgar um novo produto ou serviço, prepare conteúdos que podem despertar esse interesse naturalmente, sem a pressão de campanhas puramente vendedoras.

Mantenha sua estratégia constante e coerente, só assim poderá construir uma relação com seus leads para transformá-los em clientes. Isso ajuda a manter uma boa comunicação e identificar oportunidades de venda.

Agora que você reconheceu possibilidades de conversão do e-mail marketing para o seu negócio, é hora de investir em tecnologia para colocar suas campanhas em prática.

Alcance seus resultados. Saiba como!!!

Fale com especialistas, e tenha uma consultoria de estratégias assertivas.

E-Mail: contato@layart.com.br

Telefone:(11)3482-5982 

Whatsapp:(11)98052-7810



error: Alerta: Esse conteúdo é protegido!!