02 ago Mídias sociais vs. Plágio – Como acabar com isso?

Quem me segue no Twitter (@fernandaf) viu minha movimentação neste último final de semana de julho a respeito de um plágio do artigo que criei para este blog. O caso aconteceu quando vi que um jornal de Cuiabá (Jornal do Estado) simplesmente publicou o texto em questão na íntegra, em seu site sem nenhum consentimento ou indicação de fonte, como se o texto fosse escrito pela equipe de redação deles.

O fato de ser um veículo tradicional da região me deixou bem surpresa por essa atitude. E a credibilidade e originalidade que os estudantes de jornalismo passam anos e anos estudando fica aonde? Até o momento em que escrevo este post não tive nenhum tipo de retorno do jornal, sendo que já fiz todas as formas de contato com os mesmos (ligação, e-mail, comentário, Twitter…). Junto a isso, diversas e diversas pessoas que falaram pelo Twitter que também deixaram recados na página, fora a repercussão no microblog, totalmente negativa, apoiando a divulgação do caso.

Exagero da minha parte? Não acho. A ideia, o tempo dedicado a escrever, a opinião, a pesquisa foram de minhas autorias. Qual o problema, ou dificuldade, em pedir permissão ou citar a fonte?

Este mesmo texto teve uma disseminação ótima, o que me deixou muito feliz ao ver vários outros blogs repostando o mesmo, mas todos com meu nome na autoria. O que quero dizer, é que para um blogueiro é muito gratificante ver seu texto sendo indicado para leitores de outros canais, desde que isso seja feito da forma honesta e correta.

Muitas pessoas me perguntaram como descobri o plágio. Bom, trabalho com monitoramento de marcas na web, nada difícil controlar também o que é de meu interesse, não é?! E por isso este post, para indicar aos outros blogueiros como cuidar de seus posts! Algumas ferramentas que utilizo:

Copyscape: um dos melhores, você coloca o link e ele fornece resultados. Para ter a lista completa você precisa pagar. O problema é ter que ir de tempos em tempos verificar se tem alguma ‘surpresa’ nova.

Plagium: neste você deve colar uma parte do texto e ele localiza, uma dica: cole mais de um trecho, e não pegue apenas início de parágrafo, pois o plagiador pode tentar trocar algumas palavras. Ele é free, e tem um sistema de alertas que ainda estou testando, mas vale conferir.

Google Alerts: o sempre amigo Google também pode ajudar, e ainda faz o favor de te mandar por e-mail quando localizar seu texto por aí, é o mesmo processo do Plagium (e as dicas valem pra esse também) e é super útil.

Plágio é crime. A lei de Direitos Autorais está aí para defender justamente isso. Quem se interessar sobre o assunto acesse este link que tem ótimos comentários do Nospheratt com uma explicação detalhada desta questão jurídica. O importante é você estar em constante monitoramento e defender as suas ideias e opiniões. #fikaadica!

 

Créditos: Fernanda Fabian

× Fale com Especialistas.