16 ago As 4 E’s do E-mail Marketing

Você está buscando uma ferramenta de comunicação que além de ser efetiva possa contribuir ao bem comum? O E-mail Marketing é conveniente para o seu negócio não somente em relação aos resultados, mas também desde o ponto de vista ético e ecológico. Neste post contaremos como.

O Fenômeno do Mundo Digital

Vivemos em um mundo cada vez mais digitalizado. Nossa vida cotidiana, principalmente daqueles que vivemos nas grandes cidades, está rodeada de tecnologia (computadores, celulares, câmeras digitais, televisões, tablets, etc).

Este fenômeno cultural se deve a múltiplos fatores que foram ocorrendo ao longo da história e que explicam o desenvolvimento das diversas inovações tecnológicas na área do marketing e da comunicação massiva, cujo objetivo principal é que nossa mensagem chegue cada vez a mais pessoas e com o menor custo possível.

Nas últimas décadas também nos tornamos cientes da escassez e da finitude dos recursos naturais do planeta, o que tem contribuído para o surgimento de movimentos, campanhas e legislações que buscam conscientizar a sociedade e regular o consumo destes recursos (papel, plásticos, água, etc).

Ao mesmo tempo o consumidor está cada vez melhor informado em relação aos seus direitos, olhando com maus olhos as empresas que realizam práticas desleais, que não se preocupam pelo meio ambiente ou que interrompem compulsivamente a sua vida cotidiana com ofertas.

4 grandes benefícios do E-mail Marketing

Nesse contexto, o E-mail Marketing é uma ferramenta incrível não somente em termos de eficácia e economia de recursos, mas também (quando realizado corretamente) para gerar uma contribuição muito positiva à sociedade sobre ética e ecologia.

4e e marketnig eficaz economico ecologico etico As 4 Es do E mail Marketing

Conheça em detalhes as 4 E’s do E-mail Marketing a seguir:

Eficaz

O E-mail Marketing é o meio ideal para chegar de forma direta, rápida e massiva a milhares de pessoas onde quer que estejam. Em relação à publicidade em mídia impressa, você pode segmentar e personalizar a sua mensagem ao máximo e até viralizar a sua campanha nas redes sociais, aumentando seu impacto e taxa de abertura.

Outra de suas vantagens é a possibilidade de utilizar diversos formatos: você pode incluir imagens, música, vídeos e todos os tipos de ferramentas que ajudem a captar a atenção de seus clientes.

Mas isso não é tudo, com o E-mail Marketing você pode comprovar quase imediatamente o sucesso de uma campanha através de diversos relatórios que te permitem medir a taxa de abertura, de clicks e de rejeição, além de fazer um acompanhamento personalizado do comportamento de cada usuário. Isso te permitirá aplicar as correções necessárias.

Econômico

Enviar campanhas de E-mail Marketing tem um custo relativamente baixo em comparação com outros meios de comunicação tais como rádio, TV, SMS, imprensa gráfica, etc.

Com o E-mail Marketing você poderá chegar rapidamente aos seus clientes economizando tempo e dinheiro. Inclusive, serão descartados diversos gastos com selos, envelopes e impressões. Desta forma, sua capacidade e seu potencial arrasam com qualquer outra alternativa de marketing direto.

De acordo a um estudo de Gleanster, empresa americana de investigação de mercado, a razão mais poderosa para fazer E-mail Marketing por parte dos empresários é o seu baixo custo. Levando-se em conta essa informação, basta imaginar quanto se poderia economizar ao enviar uma campanha a 10.000 pessoas por e-mail ao invés de utilizar o envio postal convencional. Muito, não?

Ecológico

Tanto a sua produção quanto a sua distribuição são desenvolvidas em um ambiente digital sem utilizar quase nenhum recurso físico e economizando toneladas de papel. Você sabia que perdemos aproximadamente 90.000 kilômetros quadrados de bosques por ano devido à atividade da indústria de papel? Outra razão para apostar no E-mail Marketing!

Através de suas campanhas de e-mail será possível manter uma comunicação rápida e direta com seus clientes causando um mínimo impacto ambiental. O que você espera para estar entre as empresas que utilizam alternativas ecologicamente sustentáveis como parte de seu trabalho diário?

Ético

Desenvolvido com responsabilidade e com a premissa do marketing de permissão, o E-mail Marketing te permite criar relações éticas, sustentáveis e respeitosas con seus usuários cadastrados, personalizando e segmentando a oferta para atender melhor às necesidades do seu mercado objetivo.

Para isso, basta construir a sua lista com usuários que realmente tenham se cadastrado em sua campanha, sem cair em práticas erradas como comprar base de dados.

Agora você sabe de todas as vantagens do E-mail Marketing e já pode escolher uma aplicação para incorporar essa ferramenta na sua estratégia. Doppler, Mailchimp, e-Goi e outras, é um ótimo exemplo!

Fonte:Midiatismo

Read More

16 ago Google AdWords: principais funcionalidades da ferramenta

O Google AdWords é hoje a principal ferramenta de publicidade online do mundo e representa mais de 90% do faturamento do Google. Lançado em 2005, o Google AdWords iniciou a operação apenas com o possibilidade de criar campanhas na rede de pesquisa no Google, o que chamamos hoje de Links Patrocinados.

funcionalidadesAdwords

Ao longo destes oito anos, a ferramenta evoluiu bastante. Hoje, podemos criar campanhas de marketing na rede de pesquisa do Google, na rede de display, no YouTube e também traçar estratégias de remarketing.

Rede de pesquisa

  • Links patrocinados: É hoje a ferramenta mais utilizada de de todas do AdWords. O serviço usa o sistema de publicidade por Custo por Clique (CPC), que consiste em anúncios em forma de links encontrados, principalmente, nos mecanismos de pesquisa relacionados às palavras-chave que o internauta está pesquisando. Hoje em dia, as campanhas podem ser segmentadas por região (país, estado ou cidade), horário e até por dispositivo.
  • PLA: Lançada em 2012, o PLA é uma ferramenta que vem dando um resultado ótimo para os anunciantes. Normalmente os anúncios aparecem no lado direito do resultado de uma pesquisa feita no Google com uma imagem, preço e breve descrição. Ela também utiliza o sistema de Custo por Clique.
  • DSA: O Dynamic Search Ads, ou Anúncios Dinâmicos da Rede de Pesquisa é uma ferramenta perfeita para o e-commerce que tem milhares de SKUs e não tem tempo para criar campanhas, grupos de anúncios e palavras-chave para cada SKU. Com o DSA você simplesmente coloca a URL do seu site, e o Google escaneia sua página e cria os anúncios automaticamente, de acordo com o termo pesquisado.

Rede de display

A Rede de Display Google é uma rede de publicidade com mais de 2 milhões de sites parceiros do Google. No Brasil, a rede atingi 95% de toda a internet. Normalmente, os e-commerces utilizam a rede para fazer o branding ou para anunciar alguma ação promocional. Para conseguir ter um retorno melhor, é recomendado fazer uma boa segmentação, pois a ferramenta dá a possibilidade de segmentar por Idade, Sexo, Tópicos, Interesses, ou até selecionar sites/canais específicos.

YouTube

Atualmente, o YouTube é o segundo maior rede de pesquisa do Brasil, ficando atras do Google. Dentro do AdWords, você consegue fazer dois tipos de anúncios para vincular no YouTube.

  • In-Stream: São os anúncios em vídeo, de 15 ou 30 segundos, que aparece antes de iniciar a exibição de um vídeo no YouTube, muito bom para ações de branding ou para ações promocionais pontuais, e você só paga se a pessoa visualiza o anúncio inteiro!
  • TrueView na pesquisa: Parecido com links patrocinados, seus anúncios aparecem de acordo com o termo pesquisado no YouTube, normalmente são anúncios direcionados para algum vídeo dentro do YouTube.

Remarketing:

  • Imagens/ banners: Com o remarketing, você pode alcançar as pessoas que visitaram páginas específicas em seu site anteriormente, quando elas visitarem outros websites da rede de display do Google ou usarem a pesquisa do Google. Exemplo: você consegue mostrar um banner de smartphone para pessoas que visitaram a categoria “Smartphones” em seu site.
  • Remarketing dinâmico: Já visitou um sapato, e depois, ele começou a aparecer em todos os lugares? É exatamente isso que o remarketing dinâmico do Google faz. Ele consegue captar a informação dos produtos que as pessoas visitaram em seu site, e cria um banner automaticamente para elas.

 

Fonte:Imasters

Read More

15 ago Marketing digital em 2013 deve ser social, móvel e personalizado

marketingDigital

Nos últimos anos, foi possível perceber que o marketing digital evoluiu a um ritmo bastante acelerado. Com a movimentação das empresas para a internet – e aí falamos tanto de grande quanto de pequenas-, que passaram a prestar mais atenção no comportamento dos consumidores online, o marketing digital deixou de ser apenas uma ferramenta complementar de comunicação e passou a ser o foco de diversas ações.

Como o custo de investimento do marketing digital é mais acessível, o resultado e o retorno são mensuráveis. Dados de uma pesquisa realizada pelo TNS Research International apontam que 90% das empresas no país já realizaram algum tipo de ação na internet. Isso aponta que a incorporação da internet à comunicação é um caminho sem volta.

Contudo, esse conceito está em constante transformação, considerando o marketing digital como um conjunto de formas de se comunicar com o público alvo utilizando canais digitais. De acordo com uma pesquisa realizada pela Adobe e Econsultancy, os principais objetivos do marketing digital para 2013 são: criar conteúdo criativo e consistente em múltiplas plataformas, integrar informações online e offline, além de medir com mais precisão e otimizar adequadamente seu conteúdo. Em outras palavras, ele deve ser mensurável, personalizado e acima de tudo, rentável.

A tendência da personalização de conteúdo é uma das mais marcantes desse ano e para a maioria é uma forma de estreitar o relacionamento com o consumidor. Atualmente o consumidor digital é exigente e espera uma comunicação direcionada às suas necessidades. Para esse fim, 21% das empresas de e-commerce relataram recorrer ao histórico de compras do usuário para segmentar os perfis de acesso. Dados comportamentais, como buscas e páginas visitadas nos sites são utilizados por 20% das empresas enquanto 6% utilizam informações sociais para direcionar produtos e comunicação, mostram números da pesquisa da Adobe e Econsultancy.

Além de acompanhar o comportamento dos consumidores no ambiente online, o marketing digital também se movimenta de acordo com as evoluções tecnológicas. Assim como o marketing tradicional incorporou a internet, que já contabiliza mais de 2 bilhões de pessoas conectadas no mundo, ele também assimilou a tendência da internet móvel. Com essa grande oferta de mobilidade (tablets e smartphones) as marcas já estão pensando em como se adequar a esse novo formato, oferecendo uma melhor navegação e acesso aos consumidores. Programar sites responsivos que se adaptam ao display de cada dispositivo é uma forma de se diferenciar nesse universo ainda pouco explorado.

No e-commerce especificamente, a mobilidade é uma grande oportunidade que ainda está em amadurecimento. Em uma pesquisa feita pelo MercadoLivre em 2013, as transações de compra e venda da plataforma por meio de dispositivos mobile chegaram a 10%, com a possibilidade de comprar e pagar apenas usando o celular.

Por fim, para ajudar na conversão de cliques e exposição e visibilidade da marca, as redes sociais são grandes aliadas, pois é onde as pessoas compartilham e discutem sobre conteúdos. E esses conteúdos podem ser a porta de entrada para o seu site. Dessa forma, as tendências para o marketing 2013 se resumem em um novo conceito chamado SoLoMo (social, local, móvel).

Com todas essas possibilidades de atingir o consumidor, cada vez mais é preciso saber como mensurar e analisar os resultados de forma efetiva e conhecer qual o desempenho que se obteve com as ações realizadas. Os departamentos de marketing devem aproveitar essas tendências para conseguir dar ainda mais visibilidade para seus assessorados, afinal de contas a publicidade também faz parte da alma do negócio.

Read More

15 ago Business inteligence ajuda a criar ações estratégicas nos sites

As ferramentas de web analytics são essenciais para fornecer dados e métricas para a criação de planejamentos focados no desenvolvimento de funcionalidades, cumprimento de metas e solução de deficiências.

Atualmente, é essencial que todo webmaster utilize uma ferramenta de Web Analytics para monitorar os acessos e interações dos usuários no seu site. Uma das mais conceituadas é o Google Analytics, que é gratuita e oferece diversas funcionalidades bem úteis para mensurar o seu site.

Uma funcionalidade bem interessante é o cadastro de metas, que podem ser entendidas como uma ação do usuário que gera uma conversão para o dono do site. Como exemplo de metas temos: a compra de um produto em um e-commerce,  o pedido de orçamento em um site de serviço ou a quantidade de visualizações por páginas em um portal de notícia.

Continuando com o exemplo do e-commerce, junto com a meta podemos cadastrar um funil no carrinho de compras para saber exatamente como é a interação do usuário durante o checkout de um produto. Dessa forma, sabemos exatamente em qual página e/ou formulário o usuário está desistindo da compra. Com essa informação podemos agir sobre aquela página e alterá-la para ter melhores resultados.

Outra funcionalidade encontrada no Google Analytics é funil multicanal. Através dele sabemos exatamente de quais mídias os usuários acessaram o nosso site até a conversão. Como exemplo pense na seguinte interação:

  1. Você está navegando no Facebook e encontra um anúncio de uma loja virtual sobre tênis de corrida. Você acessa essa loja e conhece um pouco mais da diversidade de tênis.
  2. Uma semana depois você quer começar a correr e decide procurar no Google um tênis de corrida da Adidas. Dentre os diversos resultados, você visualiza aquela mesma loja virtual. Você entra mais uma vez e analisa os diferentes preços e modelos de tênis de corrida da Adidas.
  3. Como você é uma pessoa indecisa, você vai a uma loja física no dia seguinte para experimentar o tênis que mais gostou da pesquisa do dia anterior.
  4. Já com a decisão tomada, você digita diretamente o endereço da loja virtual no navegador. Procura o tênis novamente e compra!

Sem a funcionalidade de multicanal, você iria contabilizar que a conversão de compra ocorreu pelo acesso direto. Entretanto, sabemos que a interação até a compra ocorreu de uma forma totalmente diferente. Com essa informação podemos descobrir qual mídia é mais adequada investir de acordo com o momento de compra do consumidor e termos um melhor ROI sobre o investimento em marketing.

Cada vez mais informações como essas ficam disponíveis para os webmasters. Entretanto, poucos são os sites que conseguem incorporar processos de BI (Business Intelligence), como analisar e interpretar os dados, para criar ações efetivas no seu negócio.

Fonte:Webinsider

Read More

15 ago Como medir o sucesso do marketing de conteúdo

Estamos certos que não é a primeira vez que você ouve dizer que omarketing de conteúdoé o alicerce de qualquer estratégia de marketing online.

Táticas que envolvem o planejamento, criação e distribuição de conteúdo podem conduzir potenciais clientes ao longo do funil de conversão online e os tornar em oportunidades de negócio, consumidores habituais ou até em embaixadores da marca.

No infográfico How Do You Measure Content Marketing?, a Brandpoint sugere um conjunto de indicadores para medir o sucesso dos seus esforços em cada uma das fases do funil de conversão: notoriedade, reconhecimento e conversão.

Notoriedade ou Awareness 

Expor novas pessoas à sua marca, produto ou serviço é o primeiro passo para converter quer offline, quer online. Esse patamar do funil de conversão é chamado de awareness e existem três indicadores que o ajudam a perceber se suas estratégias de marketing de conteúdo estão a funcionar para manter ou aumentar os níveis de notoriedade de sua marca. Eles são:

  • Posicionamento nas páginas de resultados orgânicos dos motores de busca;
  • Número de novos visitantes ao site;
  • Métricas sociais, como likes, seguidores ou +1’s.

De acordo com o infográfico, cerca de 93% dos usuários começam sua experiência online  por uma busca em motores como o Google, e a maioria (por volta de 75%) se contenta com os resultados obtidos na primeira página, sem nunca consultar os sites posicionados nas páginas seguintes.

Apenas pela análise desses dados, é fácil concluir que quanto melhor o posicionamento nos motores de busca, mais hipóteses existem da nossa mensagem chegar a uma nova audiência e de recebermos novos visitantes no nosso site.

Mas a experiência online do potencial cliente não se fica por aqui. Mais de 15 milhões de consumidores afirmam utilizar as redes sociais para consolidar sua opinião sobre um produto e cerca de 68% dos usuários utiliza estas plataformas para ler críticas antes de comprar.

À semelhança do que acontece num site, uma estratégia de marketing de conteúdo bem sucedida nas redes sociais, cujo objectivo é aumentar o brand awareness,  traduz-se num aumento das métricas relacionadas com interações de novos usuários: “curtidas”, seguidores e até partilhas ou comentários.

Reconhecimento

O patamar seguinte do funil da conversão online é o reconhecimento, definido no infográfico como a capacidade de inspirar potenciais clientes a interagir com a marca, ou seja, a ler, comentar e partilhar seus conteúdos.

É uma fase de extrema importância, na qual se procura criar uma relação de confiança entre o consumidor potencial e a marca. Ao mesmo tempo, nossas táticas de marketing devem refletir um maior interesse dos usuários nos nossos conteúdos, que pode ser mensurado a partir dos indicadores:

  • Número total de page views;
  • Tempo médio de visita;
  • Taxa de rejeição;
  • Métricas sociais, como visualizações de vídeos, partilhas, comentários positivos ou menções.

A consequência do crescente interesse dos potenciais clientes no nosso conteúdo não se fica pela óbvia melhoria desses indicadores. Um bom posicionamento nos resultados dos motores de busca depende, entre outros fatores, da relevância do conteúdo indexado.

Por isso, nessa fase, opte pela criação de conteúdos relevantes para sua audiência, como  artigos mais informativos e especializados, newsletters, guias ou “white papers”.

Conversão 

A existência de uma boa estratégia de marketing de conteúdo é, atualmente, um dos pontos chave para o último patamar do funil: a conversão. De acordo com o infográfico, mais de 39% dos clientes resultam de uma pesquisa nos motores de busca e tanto as empresas com modelos B2C, como B2B utilizam as redes sociais como ferramentas de fazer crescer o seu negócio.

Quer o seu objetivo seja a venda ou a subscrição de uma newsletter, o sucesso de suas táticas de marketing de conteúdo pode ser  medido através da análise dos seguintes dados:

  • Taxa de conversão;
  • Tipo de conteúdos que contribuíram para o funil de conversão;
  • Tipo de atividades nas redes sociais que originaram conversões;
  • Diferenças entre o comportamento dos clientes e dos “não-clientes”.

Após a conversão, suas estratégias de marketing de conteúdo continuam a ter retorno: quem adquiriu o produto vai partilhar sua experiência através de comentários no site, publicações nas redes sociais ou participações em fóruns. Para além do óbvio marketing boca a boca, estas menções positivas pela web tornam seu conteúdo mais interessante da perspectiva dos motores de busca.

Para manter o funil de conversão online ativo, continue apostando em conteúdo de qualidade que se adapte e sirva cada uma das fases deste processo essencial para o sucesso da sua marca!

Como Medir o Sucesso do Marketing de Conteúdo

Fonte: Gestão de Comunidades

Read More

14 ago Até onde vai o engajamento do seu post no Facebook?

engajamentofacebook

Depois que o Facebook mudou seu algoritmos, transformando o mural dos usuários em um mix de anúncios patrocinados e postagens de pessoas/marca com quem mais interage,  ficou cada vez mais difícil (pra não dizer duvidoso) planejar os índices de engajamento de uma página.

Em vista disso, a Wisemetrics, empresa de análises sobre social media, publicou um gráfico que analisa quanto tempo dura o engajamento, a impressão e o alcance de uma publicação no Facebook.

Resultados

facebook engagement graphic

– Em 2 horas e meia se consegue 75% do total das impressões.

– Em 30 minutos se terá a metade (50%) do engagement.

– Depois de 4 horas da publicação se conseguirá 90% do engajamento de um post no Facebook.

Aproveito para fazer a seguinte pergunta: com qual frequência e espaço de tempo vocês publicam conteúdo nas páginas? Vale pensar nesse intervalo.

Fonte:Comunicadores

Read More