15 jul Como o Marketing digital tem ajudado empresas a aumentar seu público

E as empresas que vêm acompanhando essa mudança de perto já estão atentas e colhendo os resultados. E esses são alguns dos passos que tem ajudado:

Nos últimos anos houve um grande aumento no consumo de produtos e serviços pela internet. Mas 2020 vem superando todas as expectativas. Segundo dados divulgados pela ABCOMM (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), o e-commerce aumentou em 41% entre março e abril deste ano. Dentre os fatores que levaram a isso está o crescente número de pessoas acessando a internet durante o isolamento.

Algo que também não pode ser esquecido é o fato de que as pessoas passaram a usar mais seus celulares. Com os smartphones em mãos é possível realizar desde simples buscas até acessar bancos, realizar compras e outros serviços. E se antes era necessário ir in loco verificar preços, agora todos podem ter os resultados ao seu alcance através de uma simples consulta na internet.

É neste ponto que entra a importância de utilizar estratégias de marketing para chegar ao cliente. E as empresas que vêm acompanhando essa mudança de perto já estão atentas e colhendo os resultados da fidelização de seus clientes. E esses são alguns dos passos que tem ajudado:

  1. Conhecer seu cliente em potencial


Saber exatamente qual é o seu público alvo e o que ele deseja é o princípio básico para qualquer negócio, seja ele presencial ou online. Com essa informação, é possível entender as necessidades e saber as tendências que estão sendo lançadas.

Com os resultados obtidos é possível verificar as melhores estratégias para alcançar resultados satisfatórios.

E para obter isso, muitas empresas contratam agências especializadas ou utilizam plataformas automatizadas que irão levar em consideração vários fatores como idade, gênero, localização e outros. Muitas vezes contratar um serviço especializado pode aumentar os gastos inicialmente, mas os resultados serão mais certeiros na hora de traçar metas.

  1. Usar as Redes Sociais ao seu favor


Não há como ignorar as redes sociais. Elas já fazem parte do cotidiano brasileiro, e hoje em dia é difícil conhecer alguém que não possua um perfil em pelo menos uma plataforma. Há inclusive pesquisas que indicam os perfis de quem frequenta as principais redes: o Twitter é mais utilizado pela classe A, o Spotify pelos mais jovens, o Youtube se tornou o mais acessado em 2020. E esses são apenas alguns exemplos.

Não é necessário de fato estar presente em todas as Redes sociais, embora seja altamente indicado ter um perfil oficial nas principais. Mas sabendo qual oferece maiores oportunidades de clientes em potencial, já é possível traçar as postagens e investir tempo e dedicação a estas. É o que muitas empresas pequenas estão fazendo: A Tout, empresa especializada em joias, aproveita as postagens para incluir o link de vendas enquanto outras vendem diretamente através do Instagram.

  1. Estreitar os laços com o público


É importante deixar um canal aberto para que o público possa se manifestar, seja deixando sugestões, críticas ou buscando outras informações sobre o produto. Com isso, a empresa também passa a ter um panorama geral sobre as reais necessidades do público ao mesmo tempo que demonstra interesse.

Investir no contato é um diferencial que pode fidelizar o cliente. E dentre as formas mais utilizadas estão os chats das redes sociais, respostas feitas nas postagens, e-mails e Whatsapp. Este último vem surgindo como grande ferramenta para estreitar as relações comerciais. Recentemente falamos inclusive sobre a alternativa de pagamento digital através dele e como tal fato vem sendo visto com ressalva por algumas pessoas e ótima oportunidade para outras.

  1. Utilizar o marketing de conteúdo e otimizar sites


Estar atento às tendências e palavras-chaves mais utilizadas é fundamental para uma empresa que deseja ser conhecida. Uma boa equipe está em dia com os assuntos mais acessados e, dependendo de seu nicho, saberá aproveitar para atrair o cliente para as vendas. E quando falamos em conteúdo, se trata daquele postado tanto nas redes sociais como em sites e blogs.

Há diversos públicos que acessam a internet e um deles chega através dos motores de busca, sendo o mais conhecido o google. Este público é atraído por um conteúdo relevante e que acaba aumentando a credibilidade da empresa e seu rankeamento.

Mas porque isso seria importante? Estar bem ranqueado no google pode significar mais visitas e consequentemente negócios fechados. Para chegar a isso de uma maneira orgânica é necessário investir tempo e dedicação através de ferramentas de SEO (Search Engine Optimization).

  1. Oferecer Degustação de serviços


Dentre as estratégias que mais trazem retorno está a degustação, amplamente utilizada por grandes empresas. A EF English Live, por exemplo, costuma disponibilizar alguns dias para que os alunos possam conhecer seu curso de inglês, fazendo com que este se envolva na metodologia Tal estratégia também é adotada pela Netflix, que abre seu catálogo ao cliente, e após o término este tem a opção de seguir ou não com o serviço.

  1. Utilizar a mídia paga


Inicialmente falamos sobre a dificuldade que é alcançar bons números e se posicionar na frente dos concorrentes durante as buscas. Uma boa alternativa para vencer isto é investir na mídia paga.

E ela pode ser feita de várias maneiras: através de publicidade paga em redes sociais como Instagram, Youtube, Facebook e outras; através do Google Ads que posiciona o site nos primeiros lugares; ou através de influenciadores digitais, que são pessoas que possuem relevância para determinado público, tornando as propagandas bem direcionadas.

O mercado, principalmente o online, está sempre em constante atualização. E é necessário que a empresa esteja sempre em dia com as mudanças. Essas ferramentas utilizadas em conjunto irão atrair e fidelizar mais clientes.

Read More

15 jul 4 Dicas de Marketing Digital com a melhor das estratégias

Marketing Digital  se tornou popular, mas muita gente ainda não sente resultados efetivos no dia a dia da empresa, Isso acontece por não saberem  como aplicar as ações da maneira correta, com isto nesta matéria nos trouxemos 5 dicas simples e efetivas.

Confira abaixo 5 dicas essenciais no Marketing Digital

1-  MÍDIAS SOCIAIS

Atualmente as redes sociais estão a nossa disposição, contudo, sé importante saber  em qual rede atuar e isso integra o primeiro passa da sua estratégia.

Entendendo em qual rede seu negócio atinge o maior alcance do seu publico-alvo, e comece sua estratégia de redes sociais por elas.

Além do alcance é importante que você meça o engajamento de seus seguidores com suas páginas.

É importante não transformar sua rede social em um mural de anúncios, produza conteúdo relevante para seu público, com por exemplo, dicas, modos de fazer, passo a passo, dados e pesquisas são conteúdos que ampliam o valor da sua rede para quem te acompanha.

Use as redes sociais na etapa de atração de uma estratégia de Inbound Marketing e leve usuários para seu site, landing page ou blog.

2 – INFLUENCIADORES DIGITAIS

Pesquisas recentes apontam que 30% dos consumidores são mais propensos a comprar um produto recomendado por um influenciador.

As estratégias com influenciadores digitais é uma das dicas de marketing digital mais atuais e visa utilizar a reputação de alguém para atingir seus clientes, usando o gatilho de prova social.

Os influenciadores digitais geram um forte engajamento digital, que é usado para divulgar produtos e serviços.

Atenção ao escolher um influenciador digital para ser parceiro da sua marca garanta que ele tenha atuação sobre o seu segmento de público.

3 – E-MAIL MARKETING

Estudos mostram que o e-mail marketing tem um ROI de $38 para cada $1 investido, isso prova que o e-mail marketing é um poderoso aliado de sua estratégia digital, entretanto, é preciso criar uma campanha de e-mail que seja eficiente, com planejamento, métricas e segmentação de público.

O e-mail marketing acompanha os leads em todo funil de vendas até a conversão.

É importante  aproveitar a sua lista de e-mails para vender mais.

4 – PUBLICIDADE PAGA

É muito comum que empreendedores invistam parte de seu capital de marketing em publicidade paga no Google Adwords ou nas redes sociais, através  de links patrocinados você atrai tráfego para suas páginas de produtos, para o site da empresa ou landing pages.

No entanto, mesmo a publicidade paga deve fazer parte de uma estratégia de funil de vendas.

Investir em SEO também contribui para sua empresa a ter retornos a longo prazo. Afinal, confiar apenas nos links patrocinados não é um método de marketing digital sustentável.

Apenas com a compra de mídia CPC (custo por clique), você consegue mais tráfego, o que não corresponde, necessariamente, a mais clientes.

Falando sobre isso eu não quero dizer que você não deva investir em anúncios pagos! Apenas que faça isso enquanto investe também em outras ações de marketing e vendas.

Read More

15 jul Como o Google Shopping pode impulsionar suas vendas para o Dia dos Pais?

O Dia dos Pais será comemorado dia 09 de agosto de 2020. Se você tem uma loja física ou virtual de produtos e quer fazer uma ação especial para o Dia dos Pais, as campanhas de Google Shopping podem ser excelentes para promover sua mercadoria.

Quais as vantagens do Google Shopping?

Ao contrário de um anúncio de texto na rede de pesquisa do Google, os anúncios do Google Shopping mostram:

1) a foto do produto,
2) o título do produto,
3) o preço do produto,
4) o nome da loja,
5) as formas de pagamento.

Resultado: seu produto tem mais destaque, ou seja, mais visibilidade. O anúncio também tem mais relevância e assertividade em atingir leads interessados naquele item.

Quais outros benefícios do Google Shopping?

Você também terá acesso a modelos de anúncios especiais, como o Anúncios de Demostração, no qual o Google coloca a foto do seu produto em uma galeria de imagens relacionada ao tema da pesquisa do usuário.

Dessa forma, se o usuário clicar na foto do seu produto, ele será encaminhado para uma página com os outros produtos da sua loja. Algo bem especial!

Anúncios de Demonstração no Google Shopping

Para que serve o Google Merchant Center?

Para começar a vender no Google Shopping, você precisa configurar um Google Merchant Center na sua conta Google Ads.

O Merchant Center consiste em uma plataforma online que permite fornecer as informações de sua loja e de seus produtos ao Google e disponibilizá-las para os compradores.

O Google Merchant Center é importante não apenas para suas campanhas de pesquisa, como também para as campanhas remarketing. Sobretudo para o remarketing dinâmico, que depende dos dados salvos no Google Merchant Center para entrar em ação.

Um anúncio no Google Shopping também costuma aumentar o tráfego para o site e muitas vezes até para a loja física com leads qualificados. Isso porque, os anúncios são mais convidativos por exibir as fotos dos produtos.

Vou precisar criar um campanha exclusiva para o Google Shopping?

Não! Não precisa criar anúncio no Google Shopping ou comprar palavra-chave. O processo é feito automaticamente pelo Google a partir das informações do seu feed do upload no Merchant Center vinculados a sua conta do Google ADS.

Os custos do anúncio são por leilão, regra igual a aplicada aos anúncios na rede de pesquisa do Google Ads.

DICA: Acompanhe a performance do seu Google Shopping e faça uma avaliação nos termos de pesquisa. Você pode negativar termos que não são ligados a seu produto.

Qual é o passo a passo da Instalação do Google Merchant Center?

1) Ativar o Google Merchant Center;

2) Verificar e reivindicar URL do seu site;

3) Vincular com a minha conta do Google Ads (previamente criada);

4) Definir seus tipos de anúncio (anúncio shopping, remarketing dinâmico);

5) Upload de produtos do catálogo da sua loja.

DICA: Para você ter uma explicação mais detalhada desse processo, recomendamos assistir às aulas GRÁTIS do Google Academy.

Como ter acesso às aulas online Grátis de Google Shopping?

A aula faz parte do programa de capacitação em publicidade digital da Google Academy.

A Google Academy é uma plataforma de capacitação com aulas online sobre publicidade digital.

Link

Qual a vantagem desses treinamentos?

Os treinamentos da Google Academy são online e grátis. Há um calendário de aulas ao vivo. Se você não conseguir assistir às aulas ao vivo, fique tranquilo. As aulas ficam gravadas.

Read More

15 jul Como atrair clientes para a sua loja virtual

Ter sua própria loja virtual pode ser um desafio, caso você não saiba como conquistar o público. Para atrair e fidelizar clientes, é preciso compreender algumas formas de garantir acesso, como, por exemplo, fazer bom uso das redes sociais para atrair tráfego.

Além disso, através de buscadores e social ads, você pode optar por campanhas patrocinadas. Mas se seu desejo é gerar visitas orgânicas, o jeito é potencializar as técnicas de SEO implementadas na sua loja. “Ter tráfego orgânico em sua loja virtual pode fazer uma diferença enorme e contribuir muito para o seu sucesso. Além de ser mais qualificado, você não precisa gastar com anúncios”.

Essas estratégias de marketing se iniciam ao conhecer a sua persona, sabendo qual conteúdo ele consome, onde consome e quais são suas principais características e necessidades. “Com isso, é possível entender quais conteúdos, palavras-chaves e termos que podem ser utilizados na estratégia”.

Além disso, quando o intuito é atrair clientes para sua loja online, é importante pensar no que pode diminuir a taxa de abandono. E a estrutura do seu site pode ser a solução.

Sete dicas para sua loja virtual:

  1.  A velocidade é fundamental para SEO. Quanto mais demorar para carregar sua loja, maior será sua taxa de abandono.
  2.  Otimize sua loja para dispositivos móveis;
  3.  Escreva meta descrições atraentes que sua persona entenda e procure;
  4. Adicione ALT tags em todas suas imagens, isso faz com o Google entenda mais sobre suas imagens;
  5.  Se você possui um produto esgotado, use o redirecionamento 301 da URL para uma nova página de produto;
  6.  Ofereça opções de navegação por categoria;
  7.  Otimize o tamanho do seu título para ficar entre 60 a 70 palavras.

Outra dica importante é com relação a atratividade do conteúdo. As páginas de produtos precisam ter mil palavras em média, além de usar palavras-chave de 3 a 5 vezes. As descrições podem atrair mais clientes se tiverem casos de uso e é muito importante abrir o espaço para avaliações de usuários.

“Incluir vídeos de pessoas usando o produto, pode fazer com que o usuário fique mais tempo na sua loja e, consequentemente, ganhará mais relevância no Google”.

Por fim, para conquistar acessos, é necessário compreender que a loja virtual e a loja física não competem entre si. Por isso, é importante explorar as vantagens do meio online para que as duas sejam complementares.

“Com o e-commerce, os benefícios são muitos. Não há limite físico para vender, podendo chegar no Brasil todo; as campanhas e operações são mais fáceis de metrificar; há uma maior comodidade para o comprador; disponibilidade 24 horas; um maior alcance e menor custo de operação; além da possibilidade de vender seus produtos em outras lojas e marketplaces”.

Read More

13 jul Dicas de Marketing Digital para E-commerces

Descubra o que você precisa saber melhorar as vendas online do seu e-commerce  através do marketing digital

O percentual do total de vendas no varejo atribuído ao comércio eletrônico vem crescendo a cada trimestre que passa há anos. Esse mercado saudável é uma boa notícia, mas, no lado negativo, aponta para o aumento da concorrência.

Para cada negócio de e-commerce, pode ser mais difícil (e mais caro!) atrair os clientes certos.

Mas há muitas alavancas a serem puxadas para que você possa tirar mais proveito de suas campanhas de marketing digital de comércio eletrônico. E agora é a hora de começar, com a movimentada temporada de férias logo ao virar da esquina.

Aqui estão seis maneiras simples e eficazes de começar a conduzir mais vendas online através do seu funil de comércio eletrônico.

1. Anúncios no Google Shopping

As campanhas de compras do Google Shopping são essenciais para qualquer empresa de comércio eletrônico. Com uma campanha de compras, você pode anunciar seus produtos de forma proeminente no topo dos resultados da pesquisa do Google no exato momento em que as pessoas estão procurando comprar os tipos de produtos que você vende. Seus anúncios de compras podem incluir imagens de produtos, pontos de preço, classificações, ofertas e outras informações importantes que facilitam aos clientes “adicionar ao carrinho de compras”.

Uma vez que você tenha feito o upload de um feed de dados do produto – uma planilha principal que descreve os principais atributos de seus produtos – para o Google Merchant Center e conectado sua conta do Merchant Center à sua conta do Google Ads, o Google irá gerar automaticamente anúncios para seus produtos sempre que um usuário pesquisar uma consulta relevante.

Enquanto isso, tudo o que você precisa saber é que lançar uma campanha do Google Shopping é uma maneira fantástica de direcionar muito tráfego relevante para o seu site – rápido.

2. Remarketing

A taxa média de conversão do Google Shopping está um pouco abaixo de 2%. Em outras palavras, cerca de 2% de todos os cliques nos anúncios do Google Shopping são convertidos em compras.

Isso significa que as campanhas de compras são uma perda de tempo? Não. Mesmo que não leve imediatamente a uma venda, um clique representa uma valiosa interação entre seu negócio e seu potencial cliente.

Veja o que significa a taxa de conversão de 2%: Você pode ter que fazer algum trabalho adicional se quiser trazer esses compradores de volta ao seu site de comércio eletrônico. É aí que entra o remarketing.

O remarketing aumenta a taxa de conversão do seu comércio eletrônico, porque ele carrega os compradores de volta para dentro da cerca. Você pode lembrá-los sobre aquele par de sapatos que eles estavam de olho na semana passada. Talvez agora eles estejam prontos para comprar!

Você pode até mesmo usar campanhas de remarketing para atingir as pessoas que te encontraram através do Google na próxima vez que eles estiverem no Facebook!

3. Compras no Instagram

Durante anos, a sabedoria convencional tem sido que o marketing de busca é para impulsionar as vendas e o marketing social é para construir a consciência da marca.

Embora a busca (incluindo o Google Shopping) seja certamente uma boa maneira de converter prospectos de baixo consumo, e embora o social seja definitivamente uma boa maneira de atingir novos públicos, esta distinção absoluta entre os dois canais está se tornando cada vez menos válida a cada ano.

Por quê? Três palavras: Compras no Instagram.

Uma vez que você tenha criado um perfil de negócio na Instagram e feito o upload de um catálogo de produtos para o Facebook (empresa matriz da Instagram), você poderá etiquetar seus produtos em suas postagens de rações orgânicas e Histórias.

De repente, os usuários que veem seu conteúdo orgânico não precisam mais navegar em seu site se quiserem fazer uma compra; ao invés disso, eles podem simplesmente clicar no produto que lhes interessa e seguir o link para a página correspondente em seu site.

Basicamente, o que faz das compras sociais uma tática tão forte de marketing para e-commerce é a eliminação de atritos. Ao permitir que seus seguidores façam compras sem esforço, o Instagram trouxe efetivamente o poder da busca para as mídias sociais.

4. Incutir confiança com as opiniões dos clientes

Então você começou a usar o Instagram. As coisas estão indo bem, no sentido de que está conduzindo uma quantidade substancial de tráfego para suas páginas de produtos, mas as coisas também estão indo mal, no sentido de que essas page views não estão se convertendo em vendas a uma taxa terrivelmente alta.

Existe alguma tática de e-commerce marketing que você possa usar para aumentar sua taxa de conversão?

Sim: comentários de clientes. A renda discricionária limitada faz com que os consumidores sejam cautelosos em gastar seu dinheiro, e poucas coisas são mais tranquilizadoras (leia-se: persuasivas) do que uma resenha brilhante de alguém que já comprou um ou mais dos seus produtos. Lançar avaliações e comentários nas páginas de seus produtos é uma maneira simples e rápida de transformar mais visitantes do site em clientes.

5. Pop-ups

Outra forma de impulsionar sua estratégia de marketing digital de comércio eletrônico é com pop-ups: as janelas que ocupam temporariamente as telas dos visitantes do site para apresentá-los com ofertas adicionais.

Você pode usar pop-ups para atrair um potencial comprador com uma oferta de desconto ou para adicionar outro produto ao seu carrinho de compras.

Apesar da má reputação, eles funcionam! Principalmente quando se trata de apresentar às pessoas ofertas legitimamente relevantes – um desconto de tempo limitado. Use-os corretamente e eles podem impulsionar uma tonelada de receita adicional para o seu negócio.

Nenhum negócio de e-commerce pode ter sucesso em um cenário cada vez mais lotado sem uma estratégia de marketing pensada e cheia de funcionalidade.

Se você quer manter as vendas chegando, você tem que começar a fazer um brainstorming agora. Com um punhado de táticas para tentar em cada etapa do funil de marketing, você estará em grande forma. Vá direto ao assunto!

Read More

13 jul Marketing tradicional versus marketing digital: qual é o melhor

Empreender já é um desafio. Fazer isso em pleno isolamento social virou um teste de resistência. O e-commerce foi o caminho para muitos empresários

Entre as estratégias comprovadas e verdadeiras do marketing tradicional e as estratégias novas e inovadoras do marketing digital , há muitas maneiras pelas quais as empresas capturam a atenção de seus públicos.

Mas qual estratégia funciona melhor? Em qual empresa as empresas devem se concentrar?

Ao discutir marketing tradicional versus marketing digital, há muito a considerar. Neste artigo, discutiremos o objetivo de cada um e seus benefícios e contratempos, para ajudá-lo a decidir qual é o melhor para o seu negócio.

O que é Marketing Tradicional?

O marketing tradicional abrange os métodos de marketing que podem ser usados ​​sem a Internet. Estes são os métodos que existem há décadas e normalmente são usados ​​com menos frequência agora. No entanto, eles não estão sem seus pontos fortes.

Os métodos comuns de mercado tradicionais incluem:

  • Cartões postais, cupons e pacotes informativos enviados diretamente
  • Anúncios de televisão ou rádio
  • Anúncios de jornais ou revistas
  • Outdoors e folhetos
  • Chamadas telefônicas e notificações de texto

Vemos e ouvimos muitos desses anúncios todos os dias apenas ouvindo o rádio a caminho do trabalho ou até olhando pela janela os outdoors enquanto passamos. Eles se tornaram parte da vida cotidiana.

O que é Marketing Digital?

Estratégias de marketing digital evoluem rapidamente por causa de tendências e novas tecnologias. Essas estratégias incluem aquelas que exigem o uso da internet ou de smartphones. Eles não existem há tanto tempo quanto os métodos tradicionais, mas certamente dão um soco.

Métodos comuns de marketing digital incluem:

  • Conteúdo do site
  • Campanhas por e-mail
  • Marketing de conteúdo
  • Publicações nas redes sociais
  • Anúncios clicáveis
  • Marketing afiliado
  • Otimização para mecanismos de pesquisa (SEO)

Hoje, essas estratégias são muito populares devido ao uso frequente da Internet e de dispositivos móveis pelos consumidores. Segundo Statista , existem 4,54 bilhões de usuários ativos da Internet no mundo e 3,8 bilhões de usuários ativos de mídia social. Com números tão altos, o marketing on-line e através das mídias sociais faz muito sentido.

Prós e contras do marketing tradicional

Ao comparar o marketing tradicional versus o marketing digital, os métodos tradicionais são frequentemente vistos como desatualizados ou irrelevantes. No entanto, muitas dessas táticas ainda são úteis e eficazes hoje.

Dependendo do negócio e do público-alvo, os métodos tradicionais de marketing podem ser a melhor escolha. Para ajudar a discernir se o marketing tradicional é adequado para seus negócios, aqui estão alguns prós e contras.

Prós

  • Se você deseja atingir um público mais antigo, o marketing tradicional pode ser muito eficaz. De acordo com a GlobeNewswire , o público com mais de 50 anos gasta quase o dobro do tempo lendo o jornal e assistindo à TV em comparação com as idades de 21 a 34 anos.
  • Esse tipo de estratégia de marketing geralmente funciona melhor para empresas que buscam criar um público local maior. Uma empresa de pequeno porte estaria melhor competindo por atenção através de outdoors, folhetos e eventos, em vez de tentar competir pelo espaço digital contra grandes empresas.
  • Os comerciais de TV ou rádio serão exibidos várias vezes e lembrarão o público da empresa, enquanto os itens de marketing digital podem ser ignorados ou bloqueados (por exemplo, clicar em “Não quero ver isso” em anúncios de mídia social ou ignorar anúncios antes Vídeos do YouTube).

Contras

  • Imprimir cartões postais para enviar apenas para um público local pode ser caro, e não há garantia de que o destinatário esteja interessado nos seus negócios ou no produto / serviço que você oferece.
  • Os métodos tradicionais de marketing podem levar semanas ou meses para gerar resultados e dados. Você não pode dizer quando alguém leu o seu anúncio de jornal, a menos que decida acompanhar. Mesmo assim, sem uma pesquisa, você não saberá se o anúncio foi o motivo do acompanhamento.

Prós e contras do marketing digital

As estratégias de marketing digital estão sempre evoluindo com novas tecnologias e tendências, como pesquisa por voz e uso de mídia social. Essas estratégias incluem as táticas mais modernas e mais recentes. Mas, como no marketing tradicional, há algumas áreas em que o marketing digital prospera e outras em que não.

Prós

  • O envolvimento de dados e público pode ser rastreado instantaneamente. Quando alguém clica em um link para o seu site, lê um e-mail ou segue você nas mídias sociais, você tem essas informações imediatamente. Você pode obter várias informações a partir desses dados, incluindo qual tipo de conteúdo funciona melhor para um público específico, quais mídias são mais eficazes e até que hora do dia recebe o melhor envolvimento.
  • As estratégias de marketing digital têm um custo muito menor. O envio de uma campanha por email pode economizar muito dinheiro em comparação com a impressão de cartões postais individuais e o pagamento de postagem em cada um.
  • Funciona bem para públicos mais globais ou dispersos devido ao amplo escopo do marketing digital .

Contras

  • Alguns usuários da Internet têm bloqueadores de anúncios, portanto nunca verão pop-ups ou banners. Outras vezes, os anúncios podem ser ignorados ou removidos se um usuário pagar por serviços premium (por exemplo, Spotify, Hulu, Twitch).
  • Como as novas tecnologias e tendências surgem com tanta frequência, as táticas de marketing digital precisam ser avaliadas e reavaliadas para garantir a eficácia continuamente, o que funciona bem em um dia pode ser irrelevante no dia seguinte. No entanto, isso pode ser combatido com treinamento regular em estratégias de marketing digital .

Qual é o melhor?

Então, qual estratégia vence ao comparar o marketing tradicional versus o marketing digital?

A resposta curta: depende.

A resposta longa:

O marketing digital é provavelmente a melhor opção para a maioria. Se você deseja alcançar um grupo específico de pessoas, onde quer que elas estejam, mantendo os custos baixos, use o marketing digital. Isso também permitirá que você colete informações valiosas sobre o seu público imediatamente, para que você possa criar campanhas de marketing ainda mais eficazes.

No entanto, ainda há um lugar para o marketing tradicional. Se você deseja atingir um público mais antigo ou local, os métodos tradicionais de marketing podem ser mais produtivos e se destacar melhor do que os métodos de marketing digital. Embora esses métodos possam parecer “antigos”, a realidade é que eles permaneceram por um motivo. Eles trabalham!

Ao considerar qual estratégia de marketing é melhor para o seu negócio, considere seu público-alvo, de onde eles obtêm as informações e use-os para tomar sua decisão. Ao decidir entre marketing tradicional e marketing digital, não é necessariamente verdade que um é simplesmente melhor que o outro, pois serve a propósitos diferentes. O ponto principal é que você precisa entender completamente sua empresa e seu público para escolher a estratégia que é melhor para você .

Read More