24 fev 2008: Um resumo do mercado de Search Engine Marketing

Interrompendo um pouco a rotina alucinante de reuniões, projetos, campanhas, análises aqui e ali, parando e pensando (com um certo atraso) como foi o ano de 2008, chego a conclusão de que foi um ano muito bom e com alguns marcos importantes.

Para os links patrocinados foi o ano da profissionalização, da busca pelo diferencial, das perguntas em volta de como sair do básico, do fim das tentativas caseiras, da intolerância com as agências fracas, dos últimos dias do vou-dar-uma-olhada-de-vez-em-quando na campanha. Já era tempo né?

Muitos dos grandes varejistas brasileiros buscaram e escolheram agências SEM para gerenciar as campanhas e não ouvi falar de nenhum cancelamento desde então. O que me deixa feliz pois é um indicativo que os anunciantes percebem que não só liberam os escassos profissionais de marketing online de suas empresas para atividades menos operacionais, mas também percebem o aumento de ROI em seus investimentos.

Para SEO foi um dos melhores anos, desde janeiro houve um expressivo aumento na demanda. Grandes e médias empresas, agências digitais, todos parecem que acordaram para SEO quando o ano de 2008 começou.

Houve, ainda, o crescimento importante de serviços relacionados a Web Analytics (WA), de empresas que oferecem serviços de business intelligence, consultoria especializada em métricas, entre outros. Também já estava na hora.

Foi um ano muito positivo para o mercado de search como um todo. Trouxemos o maior evento de SEM do mundo, o SMX (Search Marketing Expo) São Paulo. O Comitê SEM na IAB Brasil, entre diversos projetos, realizou palestras em diversas faculdades de São Paulo e uma em Porto Alegre, levando a centenas de estudantes um pouco mais sobre o promissor mercado das buscas.

Inclusive este tipo de projeto será continuado em 2009 pelo Comitê SEM – que estou tendo a honra de presidir desde novembro de 2008 – exatamente porque um dos destaques de 2008 foram as vagas de trabalho infindáveis. Vagas que estão cada vez mais difíceis de preencher pela falta de profissionais com experiência e também pelo encarecimento acelerado dos salários dos bons profissionais da área.

As grandes agências e empresas já sabem há bastante tempo o que é Link Patrocinado, já fizeram pelo menos uma vez, muitos fazem campanhas com frequência, acham ótimo, mas ainda pensam que é simples e fácil de fazer uma campanha. Este será o tema do meu próximo post.

Abraços!

Fonte: Thiago Bacchin

Alcance seus resultados. Saiba como!!!

Fale com especialistas, e tenha uma consultoria de estratégias assertivas.

E-Mail: contato@layart.com.br

Telefone:(11)3482-5982 

Whatsapp:(11)98052-7810



error: Alerta: Esse conteúdo é protegido!!