10 estratégias de marketing e SEO pra aumentar vendas online

10 estratégias de marketing e SEO pra aumentar vendas online

10 estratégias de marketing e SEO pra aumentar vendas online

10 estratégias de marketing e SEO pra aumentar vendas online

As ações têm foco em melhorar a performance de empresas na web e garantir taxas de conversão

No marketing digital, existem várias estratégias para a obtenção de bons resultados a curto e a longo prazos. No entanto, em meio a tantas ações, muitas empresas têm dúvidas de quais são as principais e por onde devem começar.

Foi pensando nisso que a Web Estratégica, consultoria especializada em Marketing de Conteúdo e SEO, separou as 10 principais estratégias que podem alavancar as vendas online de e-commerces e marketplaces.

1. Criação de conteúdo pautada em estratégia de SEO

Esse tipo de ação além de ajudar as marcas a venderem, melhora o posicionamento de busca, a dominação das listas de resultados das pesquisas feitas na Internet (SERPs), facilita a presença em diferentes etapas do funil de conversão e amplia a captação de clientes.

A criação de conteúdo otimizado potencializa a jornada do usuário, gera mais relevância, quebra objeções para convencer o lead de que seu produto é o ideal, traz mais credibilidade ao negócio e ainda humaniza a comunicação, trazendo mais proximidade com o público.

2. Fatores on page e off page de ranqueamento

A otimização para os motores de busca focada nos fatores on page, ou seja, dentro do seu próprio site, e off-page, realizados em links externos para o seu comércio, são fatores que aumentam as chances de boas colocações nos resultados de pesquisa do Google.

Para alcançar esses resultados, é preciso saber fazer um título adequado, uma boa meta descrição, inserir boas imagens, ter um conteúdo de qualidade, design otimizado para mobile, boa velocidade no carregamento da página, links orgânicos, entre outros fatores.

3. Uso correto de palavras-chave

Escolher a palavra-chave é uma das principais estratégias para obter bons resultados com SEO e atingir o que todo time de marketing almeja: a primeira posição no Google.

Segundo Rafael Rez, fundador e CMO da Web Estratégica, existem diversas plataformas que podem auxiliar a escolha correta das palavras-chave de acordo com os seus volumes de buscas e variações, como é o caso do SemRush, Google Trends, Google Keyword Planner e Rank Tracker, por exemplo.

4. Jornada do Cliente

Entender a fase do cliente no momento da compra é muito importante para direcioná-lo ao conteúdo certo e ajudá-lo na tomada de decisão. Para fazer isso, além da jornada do consumidor, é preciso conhecer a jornada de cada produto, de cada categoria e de cada perfil de persona para casar as estratégias.

5. Web Stories

Entregar um conteúdo que o público deseja consumir é o grande desafio das empresas, e para ajudar nesse processo, o Google criou os Web Stories, uma ferramenta que permite que as empresas explorem a criatividade e publiquem conteúdos mais dinâmicos sem ficarem presas às redes sociais.

6. Robôs no site

Os bots têm um papel muito importante nos sites. Eles são responsáveis pelo rastreamento, renderização e indexação da página.

O primeiro passo para implementar SEO para e-commerce no seu site é verificar se ele já está indexado pelo Google, ou seja, se ele está incluso na lista de sites rastreados pelo mecanismo de busca.

7. Experiência do usuário 

UX (User Experience) e UI (User Interface) são duas siglas que estão em alta no cenário SEO. Enquanto um elemento promove a experiência do usuário, o outro cuida da interface do site, e juntas essas duas ferramentas cuidam de etapas muito importantes nos critérios de ranqueamento do Google.

Assim, ao construir um site é primordial levar em consideração como será a interação do usuário com suas páginas. Estas precisam ser construídas de maneira a encorajar o leitor a continuar navegando por elas.

8. Utilização de influenciadores digitais

Atualmente, tem sido notada uma maturação do relacionamento entre as empresas e os criadores de conteúdo na internet, que vem sendo vistos como um dos canais de relacionamento bastante efetivos para os negócios, com resultados melhores do que aquele modelo usual de patrocínios esporádicos em posts nas redes sociais.

9. Construção ou retomada de canais próprios

Blogs, podcasts e canais no Youtube são considerados boas ferramentas proprietárias de construção de marca, geração de leads e de relacionamento com a audiência, tanto como um canal proprietário, onde a empresa gera aquele conteúdo, ou para patrocínio, em que a marca aparece no conteúdo associada a determinadas personalidades.

10. Treinamento em SEO e produção de conteúdo estratégico

Ao longo deste material ficou claro que aplicar SEO no e-commerce da marca pode oferecer resultados duradouros na experiência do usuário, melhorar o posicionamento no Google e aumentar as vendas da empresa. No entanto, para isso, é preciso analisar e realizar implementações que garantem as boas práticas perante os principais buscadores e ter uma equipe preparada para as implementações.



error: Alerta: O conteúdo está protegido !!