05 jul Google Shopping – Metas e Concorrência

Assim como na maioria das empresas, ter o mapeamento adequado dos processos é crucial para avaliar a performance. Se você quiser pular direto para a etapa “como fazer” vá em frente, mas saiba que há um passo inicial antes de tudo. Você não vai querer estar em um canal em que o investimento não tem retorno, certo? A preparação adequada
e uma estratégia sólida são tão importantes quanto o trabalho de configuração e gerenciamento.

Primeiro, vamos falar dessa preparação que vai deixá-lo alguns passos à frente dos competidores. Nós vamos mergulhar em três diferentes áreas: metas, palavras-chave e concorrência.

METAS

Vamos começar com as metas, uma vez que elas precisam guiar tudo o que você fizer a partir daqui. É a meta que vai mantê-lo no caminho certo enquanto dá a liberdade e criatividade que você precisa para resolver problemas e alcançar aquilo que foi planejado inicialmente.

QUAL É A SUA META DE CUSTO POR AQUISIÇÃO (CPA)?

Quer pagar quanto? Se o ticket médio da sua loja é de R$ 100 e sua margem de lucro é de 35%, você estaria disposto a gastar os R$ 35 do seu lucro da primeira compra para fechar um negócio? Isso pode ser muito ou pouco, se considerar que investiria até mais para reter clientes e aumentar o tempo de vida deles. É você quem determina qual é o valor que se sente confortável para atingir a maior quantidade de leads qualificados possíveis.

CATIVAR UM CLIENTE OU FAZER UMA VENDA?

Existem dois tipos de vendedores: aqueles que querem gerar vendas e os que querem gerar clientes. Os dois tipos conseguem fazer dinheiro, mas só aquele que é preocupado em reter os seus consumidores consegue criar um negócio e uma marca duradouros. É importante considerar qual é o seu estilo antes de iniciar o processo.

Particularmente, é interessante estimular a recompra e cativar um consumidor, uma vez que o custo de aquisição já não existe na recompra e as chances de ele in- dicar o seu produto são mais altas. A parte mais fascinante do Google Shopping é que você consegue transformar leads em vendas ainda no primeiro clique. Ainda assim, a ferramenta vai funcionar tanto para quem quer fazer vendas pontuais quanto para vendedores que queiram conquistar clientes. É a sua meta que vai ditar o quão “agressivo” você pode ser nos seus lances e na sua abordagem.

KEYWORDS E PRODUTOS MAIS VENDIDOS

O que você quer vender mais? Embora a sua resposta possa ser “qualquer coisa que esteja no meu site”, é melhor você pensar estrategicamente em um esforço para maximizar as vendas.

Produtos de entrada: Talvez exista uma certa linha de produtos que não são os seus carros-chefe, mas geralmente direcionam a primeira compra do seu site. Esses produtos podem ser adquiridos frequentemente pela necessida- de e preço baixo ou precisam ser adquiridos como complementares a uma compra maior.

Consumíveis: Assim como uma empresa que vende navalhas com a motivação de vender lâminas ou um vendedor de suplementos que quer te enganchar nos seus produtos, a estratégia em comum desses tipos de empresa é investir em produtos que as pessoas precisam recomprar sempre.

Preço alto ou margem alta: Nem é preciso dizer que aqueles produtos nos quais você tem maiores ganhos são aqueles em que deve investir mais tempo e esforço para vender em campanhas do Google Shopping, certo?

Produtos com concorrência baixa e boa demanda: É difícil acontecer. Mas, se esse é o seu caso, tire o maior proveito possível da situação para se manter na liderança.

COMO COLOCAR SEUS PRODUTOS NO RADAR DOS POTENCIAIS CLIENTES

ENTENDENDO A INTENÇÃO DE COMPRA

O tamanho e o conteúdo de uma expressão inserida nos mecanismos de busca podem dizer muito sobre as intenções de quem a fez. Longas e detalhadas sen- tenças podem revelar uma intenção de compra de qualidade mais alta. Alguém que procura “Nike” pode estar só matando o tempo, comprando ou fazendo uma pesquisa acadêmica – ninguém sabe, de fato. Mas alguém que procura “Tênis Nike Shox 8 molas”

definitivamente está pronto para a compra.

USANDO AS FERRAMENTAS CERTAS

Quer saber o que os seus consumidores realmente estão procurando? Aqui vão quatro boas ferramentas para descobrir:

Google Keyword Planner: Ferramenta gratuita do Google, disponível no site do AdWords, dentro da aba de ferramentas. Aqui você consegue colocar algu- mas ideias e o Google vai te dar uma sequência de sugestões de palavras-chave e volume de busca do que você pesquisou, além de uma média de CPC para anunciar na plataforma. Infelizmente, nem o volume de buscas nem o CPC são exatos, mas podem indicar uma média razoável.

SEMrush: Para olhar os dados contidos no AdWords e Analytics, o SEMrush vai fornecer insights detalhados sobre uma keyword ou domínio específico, com planos gratuitos e pagos. Você pode usá-lo para pesquisar palavras-chave ou para pesquisar a concorrência. É uma ferramenta muito útil para “cavar” termos de pesquisa e encontrar insights mais rápido e em um formato mais amigável do que no

Google Keyword Planner.

Keywordtool.io: Essa ferramenta fornece palavras-chave relacionadas para usar com aquelas já definidas. Esses termos relacionados são tirados daquela sugestão de pesquisa do Google que preenche os formulários por você, sabe? Isso pode ser útil para escrever a descrição no seu feed ou página. Usar uma das palavras relacionadas que parecem relevantes para o que você está vendendo pode ajudar a mostrar uma variedade maior de consultas de pesquisa.

CENÁRIO COMPETITIVO

Saiba quem é a sua concorrência. Nunca comece a investir em anúncios sem sentir um pouco como o seu concorrente trabalha e fazer o levantamento dos pontos fortes e fracos para encontrar um diferencial.

BUSCAS MANUAIS DO GOOGLE

Primeiro, procure as palavras-chave que você deseja usar no Google. Veja quais são os destaques nos resultados do Google Shopping. Tome nota dos produtos da concorrência, preços, imagens e lojas virtuais que aparecem nos resultados. Procure por produtos que retornem múltiplos resultados do mesmo vendedor. Isso pode ser um sinal de que os anúncios dele estão bem otimizados ou pode signi car que ele não tem variedade, o que deixa uma oportunidade para a sua loja.

Fale com Especialistas.